Trechos do Escaravelho Mágico e Melodia de Duas Cores




Atravessar a porta é fácil,principalmente quando acaba de se perder as estrelas pelo carpete velho.
Rasgar as cortinas é necessário para não rasgar as palavras.
Para não exceder-se demais em explicações que só enchem as coisas com uma profunda metafísica falsa.
O copo que sombreia e a palma que o descreve  é tão insólito quanto o céu e a raiva.
É possível sentir as paredes comprimirem-se. É possível voar e sentir o sabor do sal e do medo preenchendo a língua.
Enormes olhos de cão espreitam a noite inteira.Esconder os pequenos frutos da mente embaixo das pedras,não é muito aconselhável.
Eu sei que você os esconde,isso não é nada.
Você gravita ao meu redor,julgando conhecer meus anseios.
Eu vejo a frivolidade com que trata a si próprio e temo.
Seu céu despenca mas ele não é seu.
Com um suspiro pesado,eu saío e visto meu melhor casaco e passo pela sua cama e sinto sua ingênua malícia me envolver.Eu compartilho sua música,porque sou a letra absurda enquanto você é a melodia que carrega as acácias no ar.Um perfeito encantador de serpentes.

1 comentários:

bliss 8 de abril de 2010 05:13  

a antítese das suas personagens é incrível

Postar um comentário

ahn?

Seguidores