Tributo aos Dentes de um Cão


Somos ferozes,
porque somos feridos...
E somos feridos porque nossa sensibilidade natural é maior do que nossa frieza aparente.
O cansaço nos obriga a mudar de lado.
E o extremo nos sorri misterioso.
É possível? Cansar do ritmo da vida e não cansar do vento?
Cansar do vento e não cansar de como ele tremula as folhas do Carvalho?
Cansar de tudo e ainda sim buscar um bálsamo ou tesouro perdido?
A inconstância a encarar a frio o medo e a fuga torna-se inútil porém inevitável.
Não ter métrica,carecer de regras e conceitos!
Fingir em ser e ver o vento.
Estar,contém na base a efemeridade da vida de uma borboleta.
A loucura nítida e controlada com que um beija flor se alimenta.
Limita-se a vida a hipótese.
E tudo é só cansaço!Oh Deus! Quanta pena!
A exaustão fatídica! O cansaço do que se ama.
Nem Deus,nem Deus,nem Deus!
Nem ele está imune ao esquecimento.
A inutilidade da fala.
É só ar trabalhado,ar vibrante que emite som! Códigos!
Ao diabo os códigos!Para o inferno as divagações caladas!!
Somos escravos abjetos e sujos e continuamos... continuamos...
Pra quê? Para onde? Por que?
Para servir de chacota para os superiores?
Para ser apenas uma engrenagem da máquina psicodinâmica da vida?
Para criar versos pobres tentando...aliviar-se?

Durar,ser,durar....
Basta!Oh alma insolúbre,espiríto inquieto acomodado no corpo errado!
Ah mente paupérrima,infeliz! Não sofras! Silencie o ar vibrante se assim puder.
Talvez calando não dures;
Vivas! Ou finalmente o silêncio rebentará seu coração.

4 comentários:

bliss 29 de setembro de 2009 12:46  

você tem um semi-fã =p

Diego Janjão 29 de setembro de 2009 13:19  

OO'

To impressionado com suas palavras...
Você escreve muito bem!

"Servir de chacota aos superiores..."

Essa parte serve para muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiita gente!

Rafa 2 de outubro de 2009 09:40  

"...É possível? Cansar do ritmo da vida e não cansar do vento?
Cansar do vento e não cansar de como ele tremula as folhas do Carvalho?
Cansar de tudo e ainda sim buscar um bálsamo ou tesouro perdido?..."

Que coisa loucamente adoravel, por si só a obra é legal, mas esse texto exprime uma complexidade...

Dayane Pereira 2 de outubro de 2009 20:27  

Curti esse post rb.
Forma linda de se expressar.

Postar um comentário

ahn?

Seguidores