O espelho e Davi




Sou um Davi diante de Golias;
Mas me falta a pedra,
Não tenho como atacar.
Então... Minha pedra de hoje em diante será minha palavra.
A palavra que antes me condenava,será minha redenção.
Tenho algo exclusivo que não posso dar a ninguém.
O que tenho vai além de qualquer contole,do meu próprio desejo...

Percebo agora,entre as paredes frias em frente a um espelho respingado.
O espelho é a mentira;
Dentro de mim,cresce uma vontade que quer explodir pelos meus poros;
Quer jorrar dos meus olhos e banhar tudo ao redor.


Este anseio não acaba no meu medo de errar;
Este anseio não tem fim.
É o fim em si.


É a vaga sensação de que meu coração não é o receptáculo adequedo pra este coração abusado;
Que pensa no tempo enquanto eixa o relógio correr.
Coração que pesa e dói.
Não é ser algo ou alguém.Não apenas existir.Nome.É unicamente ser.Basta!


A verdade da vontade que é genuinamente cardíaca em mim,já estourou e corre por aí;
Era apenas eu (espelho),que por falta de ânimo não senti.

1 comentários:

Camaleão 2 de setembro de 2009 10:34  

caramba, seus textos são muito bem escritos, bem complexos mesmo
parabéns

Postar um comentário

ahn?

Seguidores