Cereja,Morango,Kiwi e Tangerina




Eu posso não ser bela,mas eu tenho cerejas nos olhos...
e se de repente o mundo não for nada além de um kiwi gigante que se refugia do vento
Será preciso ver outra cor que esteja fora de você?
Não,ao menos para mim.
Todas as cores que eu quero estão bem aí,no colorido das suas mãos e no gosto de areia das sua palavras pouco honestas.
Eu tenho na minha cartola sete cartas e um veneno intitulado solidão,acho que ninguém provará,mas isso não faz importância alguma pra mim.
Só quero que você me acompanhe para o novo jardim secreto,para a nova Sodoma.
Lá poderemos rir dos tolos e depois brincar de esconde-esconde em torno de Queóps.
Você vem comigo?
Terei que esperar seus olhos tornarem-se tão encerejados como o meu?
Eu te serviria ambrosia numa folha de uma árvore qualquer em lugar nenhum.
Você entende que isso não é pra ter sentido...
 

Você sabe que só estou pedindo aquela coisa de dentro e um pouco de energia.
Talvez eu só queira um pouco da sua respiração.
Venha comigo,lá existe aquele campo vermelho que sonhavamos antes.
Veja bem,não sou uma estátua soberba de graça,mas tenho a ansiedade de uma tangerina arredia.
Faça-me parar de usar metáforas de frutas.
Venha comigo.

2 comentários:

bliss 28 de dezembro de 2009 03:16  

seguir alguém com olhos de cereja é tentador demais.

ana carla 30 de dezembro de 2009 20:35  

a cereja reflete lindamente no caleidoscópio! te amo com a doçura de uma pêra, é isso. =)

Postar um comentário

ahn?

Seguidores