Prece




Deixe-me ficar louco.
Deixe-me consumir minhas artérias
e verter lava dos olhos.


Eu preciso enlouquecer,
Antes que ache a loucura normal.
Eu preciso enlouquecer,
Antes que me transformem em nada
E me aniquilem.


Dê-me seu caos e sua insanidade prodigiosa.
Se o sono é como a morte,
Deixe-me dormir ao seu lado.
Na loucura lúcida dos seus braços.


Encarando o dia
E suas cores fortes.
Esvaindo-se em branco e preto.

2 comentários:

bliss 29 de janeiro de 2010 04:00  

Às vezes só quero descobrir que sou uma voz na cabeça de alguém

ana carla 29 de janeiro de 2010 16:39  

senti-me assim dia desses, é.

Postar um comentário

ahn?

Seguidores