Túnel do Silêncio





Abrir caminhos em meio aos cacos da minha existência pacífica e cautelosa.
Revirar os escombros procurando lembrar de como era minha vida sem o seu sorriso de indiferença e sem sua assistência obrigatória.
Eu preciso recuperar essas asas partidas.
Não quero rastejar porque minhas asas estão sujas e pesadas
Não quero sufocar,porque desde que me colocaram aqui só posso sufocar um grito primitivo e deixar as lágrimas morerrem,sem enxugá-las ou impedir que caiam..
Eu esperava ouvir uma voz,ou ver algo que lembrasse uma luz,mas não há nada no fim do túnel! NADA!
Quando se chega lá,você descobre que tudo é fim do túnel e que não existe um único fim do túnel,mas sim vários,você vai ficar procurando a tal luz e se perder pra sempre.
É só um aviso.
Desde que estou aqui,não me importo se você virá ou não.
Existe algo nesse oceano que não chega até você,apenas toca de leve... não comove.
Eu acreditava existir um farol no teu olhar.
Não há.
É só areia. É só silêncio!
O seu silêncio vai ser seu epitáfio na minha mente.

2 comentários:

ana carla 24 de janeiro de 2010 19:00  

existem caminhos e estradas mais agradáveis por onde se caminhar. é só um aviso.

bliss 25 de janeiro de 2010 04:50  

achei uma luz no meu bolso um dia desse

Postar um comentário

ahn?

Seguidores